sexta-feira, 29 de julho de 2011

Suas Forças Estão Esgotadas?

"Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque
eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento
com a destra da minha justiça" (Isaías 41:10).


Um pequeno menino tentava erguer uma pedra pesada. Apesar de
seu acesso de ira e gritos, não conseguiu movê-la. Seu pai,
que a tudo assistia de perto, perguntou a ele: "Você está
usando toda sua força?" "Sim, eu estou", respondeu o menino,
chorando enfurecido. "Não, você não está", disse o pai.
"Você não pediu a minha ajuda." (Mark Mohnkern)


Muito choro e muita angústia nós evitaríamos se usássemos a
principal força que dispomos para vencer as lutas e
dificuldades: a ajuda de nosso Pai celestial. Quando
compreendemos que somos limitados e que não somos capazes de
resolver todos os problemas que aparecem em nossa frente,
não relutamos em buscar a ajuda de nosso Deus. Ele nos ama e
tem prazer em estender Sua mão a nosso favor. Em qualquer
momento, em qualquer situação, Ele está bem perto de nós,
esperando apenas que lhe peçamos: "Senhor, ajuda-me".


Quando nos julgamos auto-suficientes e soberbos ao ponto de
dizer "não preciso de ninguém", não apenas perdemos a
oportunidade de comunhão com nossos irmãos e amigos -- que
também podem nos ajudar, como perdemos a bênção de contar
com a graça e ação amorosa do Senhor que tem sempre o melhor
para nós.


Que melhor solução teríamos para um problema de solidão do
que a companhia de nosso Amigo verdadeiro, Jesus Cristo? Que
melhor médico poderíamos buscar, para um problema sério de
enfermidade, do que o Médico dos médicos, Jesus Cristo? Que
melhor recurso poderíamos encontrar, para um problema de
falta de dinheiro, do que aquele que nos prometeu suprir
todas as necessidades, Jesus Cristo? Que melhor consolo e
esperança poderíamos obter, para nossos instantes de
angústia e estresse, do que a presença do Companheiro que
nos prometeu: "vinde a mim e vos aliviarei", Jesus Cristo?


Se você acha que suas forças estão esgotadas, lembre-se de
que ainda lhe falta pedir ajuda do Pai. Peça agora mesmo
essa ajuda e tudo se resolverá.


(Paulo Barbosa)

terça-feira, 26 de julho de 2011

Como Nuvem Passageira? Não!

 
"... como nuvem passou a minha felicidade" (Jó 30:15).


"Nós agimos como se o conforto e o luxo fossem os requisitos
principais da vida, quando tudo de que necessitamos para
alcançar a felicidade é alguma coisa que nos deixe
entusiasmados." (Charles Kingsley, Escritor - 1819 - 1875)


É uma grande ilusão achar que o dinheiro é a fonte de toda
felicidade. Ele nos fornece uma vida confortável, é verdade,
mas, o conforto por ele produzido, nem sempre nos conduzirá
a dias realmente felizes. Se assim fosse, por que nem todos
os ricos são felizes? Por que muitos deles se enveredam pelo
mundo dos vícios e jamais encontram o caminho da vida
abundante? Por que alguns deles, ainda bem jovens, morrem em
profunda tristeza?


O dinheiro pode trazer luxo, mas, não traz entusiasmo. Pelo
contrário, a facilidade de se ter tudo com o dinheiro tira o
prazer da conquista, da realização dos sonhos, do desafio à
vitória. O dinheiro até pode ser o prêmio da conquista, mas,
não deve ser o combustível para alcança-la.


Quando temos dinheiro e ajudamos alguém, o ato é mecânico e
comum. Quando não temos dinheiro, mas, movidos pelo amor,
ajudamos alguém, mesmo que a ajuda seja pequena, o nosso
coração se enche de regozijo e o entusiasmo por estarmos
obedecendo à vontade de Deus nos enche de grande felicidade.


Assim como o dinheiro pode acabar, como um tesouro pode
desaparecer, como o conforto pode deixar de existir, assim é
também a felicidade alicerçada em coisas materiais. É como
uma nuvem que aparece no céu. Ela surge bem distante...
passa por cima de nossas cabeças... e... vai embora... até
desaparecer completamente.


O nosso entusiasmo é ter Jesus no coração. Esta é a nossa
grande felicidade. É um entusiasmo definitivo e não
passageiro como uma nuvem. Ele nos acompanhará todos os dias
da vida.

(Paulo Barbosa)

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Feliz Dia do Amigo!(atrasado)



Existem pessoas em nossas vidas que nos deixam felizes pelo simples fato de terem cruzado o nosso caminho.
Algumas percorrem ao nosso lado, vendo muitas luas passarem, mas outras vemos apenas entre um passo e outro.

A todas elas chamamos de amigo.
Há muitos tipos de amigos.
Talvez cada folha de uma árvore caracterize um deles.
O primeiro que nasce do broto é o amigo pai e o amigo mãe.
Mostram o que é ter vida.

Depois vem o amigo irmão, com quem dividimos o nosso espaço para que ele floresça como nós.
Passamos a conhecer toda a família de folhas, a qual respeitamos e desejamos o bem.

Mas o destino nos apresenta outros amigos, os quais não sabíamos que iam cruzar os nossos caminhos.
Muitos desses denominamos amigos do peito, do coração.
São sinceros, verdadeiros; sabem quando não estamos bem, sabem o que nos faz feliz...

As vezes, um desses amigos do peito estala o nosso coração e então é chamado de amigo namorado.
Este dá brilho aos nossos olhos, música aos nossos lábios, pulos aos nossos pés.

Mas também há aqueles amigos por um tempo, talvez umas férias ou mesmo um dia ou uma hora.
Estes costumam colocar muitos sorrisos na nossa face, durante o tempo que estamos por perto.

Falando em perto, não podemos esquecer dos amigos distantes.
Aqueles que ficam nas pontas dos galhos, mas que quando o vento sopra, sempre aparecem novamente entre uma folha e outra.

O tempo passa, o verão se vai, o outono se aproxima, e perdem algumas de nossas folhas.

Algumas nascem num outro verão e outras permanecem por muitas estações.
Mas o que nos deixa mais feliz é que as que caíram continuam por perto, continuam alimentando a nossa raiz com alegria.
Lembranças de momentos maravilhosos enquanto cruzavam o nosso caminho.

Desejo a todos vocês, folhas da minha árvore, Paz, Amor, Saúde, Sucesso, Prosperidade...

Hoje e Sempre...

Simplesmente porque: Cada pessoa que passa em nossa vida é única.
Sempre deixa um pouco de si e leva um pouco de nós.

Há os que levaram muito, mas não há os que não deixaram nada.
Esta é a maior responsabilidade de nossa vida E é a prova quase evidente de que duas almas não se encontram por acaso.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Ser Chique Sempre!




Nunca o termo "chique" foi tão usado para qualificar pessoas como nos dias de hoje.
A verdade é que ninguém é chique por decreto. E algumas boas coisas da vida, infelizmente, não estão à venda. Elegância é uma delas.
Assim, para ser chique é preciso muito mais que um guarda-roupa ou closet recheado de grifes famosas e importadas. Muito mais que um belo carro Italiano.
O que faz uma pessoa chique, não é o que essa pessoa tem, mas a forma como ela se comporta perante a vida.
Chique mesmo é quem fala baixo. Quem não procura chamar atenção com suas risadas muito altas, nem por seus imensos decotes e nem precisa contar vantagens, mesmo quando estas são verdadeiras.
Chique é atrair, mesmo sem querer, todos os olhares, porque se tem brilho próprio.
Chique mesmo é ser discreto, não fazer perguntas ou insinuações inoportunas, nem procurar saber o que não é da sua conta.
É evitar se deixar levar pela mania nacional de jogar lixo na rua.
Chique mesmo é dar bom dia ao porteiro do seu prédio e às pessoas que estão no elevador. É lembrar-se do aniversário dos amigos.
Chique mesmo é não se exceder jamais! Nem na bebida, nem na comida, nem na maneira de se vestir.
Chique mesmo é olhar nos olhos do seu interlocutor.
É "desligar o radar", "o telefone", quando estiver sentado à mesa do restaurante, prestar verdadeira atenção a sua companhia.
Chique mesmo é honrar a sua palavra, ser grato a quem o ajuda, correto com quem você se relaciona e honesto nos seus negócios.
Chique mesmo é não fazer a menor questão de aparecer, ainda que você seja o homenageado da noite!
Chique do chique é não se iludir com "trocentas" plásticas do físico... quando se pretende corrigir o caráter: não há plástica que salve grosseria, incompetência, mentira, fraude, agressão, intolerância, ateísmo...falsidade.
Mas, para ser chique, chique mesmo, você tem, antes de tudo, de se lembrar sempre de o quão breve é a vida e de que, ao final e ao cabo, vamos todos terminar da mesma maneira, mortos sem levar nada material deste mundo.
Portanto, não gaste sua energia com o que não tem valor, não desperdice as pessoas interessantes com quem se encontrar e não aceite, em hipótese alguma, fazer qualquer coisa que não lhe faça bem, que não seja correta.
Lembre-se: o diabo parece chique, mas o inferno não tem qualquer glamour!
Porque, no final das contas, chique mesmo é Crer em Deus!

Investir em conhecimento pode nos tornar sábios... mas, Amor e Fé nos tornam humanos!

(GLÓRIA KALLIL.)

terça-feira, 19 de julho de 2011

A Praia Das Bênçãos

"Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas,
nem te espantes; porque o SENHOR teu Deus é contigo, por
onde quer que andares" (Josué 1:9).


Ele estava lá, nadando na água fria, batalhando heroicamente
contra as ondas. "Só meia milha mais", ele pensou, "e eu
chegarei à margem." Suas braçadas estavam ficando mais
fracas; ele erguia o braço com muita dificuldade. A praia
estava só alguns metros à frente. Seus últimos esforços
haviam sido demais: ele começou a ficar atordoado. Então,
sua cabeça começou a nadar e levou-o para a orla.


Muitas vezes a nossa vida se assemelha a do personagem de
nossa ilustração. Lutamos contra as dificuldades e parece
que nossas forças estão acabando. Insistimos e perseveramos
na insistência. Não queremos desanimar, mas, tudo parece
perdido. Tentamos dar um passo a mais e não achamos ânimo
para isso. Nosso corpo nos manda parar, desistir,reconhecer
a derrota. Nossa alma chora, lágrimas de frustração caem de
nossos olhos, uma dor inquietante fere nossos corações, como
espinhos angustiantes. Porém, somos filhos de Deus, amados
do Senhor, separados para uma vida vitoriosa. No momento de
maior aflição, nossa mente nos lembra de que nada impedirá a
nossa vitória. Mesmo que não exista mais força espiritual,
nossa fé nos faz nadar no mar das bênçãos de Deus e, quando
tudo parece estar perdido, lá estamos nós, na orla da graça,
na margem da alegria, no cais da vida abundante de Deus.


O meu corpo inteiro se regozija na presença do meu Salvador.
Quando alguma parte de meu ser está fraca, a outra me guia
pelo centro da vontade do Senhor. Quando as lutas deste
mundo me atordoam, meu ouvido me lembra: "Estou ao seu lado.
Não tema. Eu ajudarei você a chegar ao porto de sua
felicidade". Quando, a vitória contra a desesperança sorri
para mim, minha boca, junto com todos os outros membros de
meu corpo espiritual, brada em alta voz: "Obrigado Senhor.
Eu sozinho nada sou, mas, com Cristo no meu coração, não
haverá ondas de dúvidas e nem água fria de desencorajamento
que me impeça de realizar cada um de meus sonhos".


Tenha fé, logo você alcançará a praia de suas bênçãos.

(Paulo Barbosa)

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Segurança Máxima!



Em paz também me deitarei e dormirei, porque só tu, SENHOR,
me fazes habitar em segurança" (Salmos 4:8).

Uma história verdadeira: Um casal aposentado estava alarmado
pela ameaça de guerra e armas nucleares. Por esse motivo,
eles empreenderam um estudo sério sobre todos os lugares
habitados no globo. Seu objetivo era encontrar o lugar menos
provável de ser atingido pela devastação causada por guerras
e destruição nuclear. Eles almejavam encontrar um local de
segurança máxima. Então o casal estudou e viajou, viajou e
estudou. Finalmente encontraram o lugar. Eles fizeram os
planos e venderam a sua casa. Organizaram seus pertences e
mudaram. No Natal de 1981, eles enviaram a seu pastor um
cartão de sua nova casa. Três meses mais tarde, o pastor
estava orando por sua segurança. A casa deles ficava nas
Ilhas Falkland. O lugar foi invadido pelas tropas argentinas
em 2 de abril de 1982.

O mundo em que vivemos oferece muitos enganos e perigos. Só
há um lugar verdadeiramente seguro para nós: na presença do
Senhor. Ali não há enganos, não há discórdias, não há
traições, não há dúvidas e nem incertezas. Na presença do
Senhor há vida, há paz, há esperança, há amor e compreensão.
Ele nos abriga e protege, nos consola e anima, nos conduz
por campinas verdes e águas tranqüilas de descanso.

Quando as lutas e dissensões nos cercam, Ele nos reveste de
Seu amor. Quando as aflições tentam nos atingir, Ele nos
reveste de esperança e fé. Quando a morte se aproxima, Ele
nos reveste de vida abundante e eterna. 
Se desejarmos, como aquele casal americano, habitar em
perfeita segurança, não precisamos fazer grandes estudos e
nem muitas viagens. Basta que nos apresentemos diante do
trono de Deus e convidemos Cristo a entrar em nossos
corações. Onde estivermos Ele estará também e, onde Ele
está, a segurança é máxima... Sempre!
(Paulo Barbosa)
*****

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Descosturando Colchões E Travesseiro



"Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e
todas estas coisas vos serão acrescentadas" (Mateus 6:33).

Há alguns anos atrás, foram encontrados, em um pequeno
apartamento de Boston - USA, os corpos de duas mulheres já bem
idosas. Elas haviam morrido alguns dias antes. Uma autópsia
revelou que a causa das mortes era desnutrição. Foram
encontrados, entretanto, costurados dentro dos colchões, nos
travesseiros e nas cortinas, cerca de 200 mil dólares em
dinheiro! As senhoras morreram porque não usaram o que
tinham para suprir suas necessidades diárias para
alimentação.
Infelizmente, às vezes, estamos morrendo espiritualmente
porque não nos apossamos das bênçãos que o Senhor Jesus tem
colocado diariamente à nossa disposição. Estamos definhando
pelo rancor, enquanto Deus oferece porções grandiosas de Seu
amor. Estamos sendo corroídos pela mentira, enquanto Jesus,
a Verdade, está ao nosso lado para nos estimular. Estamos
descorados pelas dúvidas, enquanto o nosso Salvador tem
querido derramar fé em nossos corações. Estamos adoentados
pelo desânimo, enquanto ouvimos, sem cessar, que somos mais
do que vencedores.
Onde está a nossa vitória? Onde está a nossa força? Onde
está o brilho saudável de Cristo, que há muito não é notado
em nossas vidas? Estarão, por acaso, costurados nos colchões
e travesseiros dos enganos mundanos?
Está na hora de descosturar tudo! Está na hora de descerrar
as cortinas que escurecem o nosso relacionamento com Deus e
deixar entrar o Sol da Justiça, para que tenhamos vida e
vida com muita abundância.

Está na hora de sair do apartamento das ilusões e caminhar
pelas alamedas dos sonhos e das conquistas espirituais. Os
bens materiais virão como conseqüência, para nossa
felicidade -- não para nossa morte espiritual.


Você já começou a descosturar tudo

(Paulo Barbosa)

domingo, 3 de julho de 2011

Eu Aprendi!!


 EU APRENDI ...
. que eu não posso exigir o amor de ninguém. Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim e ter paciência para que a vida faça o resto;
... que não importa o quanto certas coisas são importantes para mim, tem gente que não dá a mínima e jamais conseguirei.. convencê-las;
... que posso passar anos construindo uma verdade e destruí-la em apenas alguns segundos.

EU APRENDI ...
... que posso usar meu charme por apenas 15 minutos; depois disso, preciso saber do que estou falando;
... que posso fazer algo em um minuto e ter que responder por isso o resto da vida;
... que, por mais que você corte um pão em fatias, esse pão continua tendo duas faces, e o mesmo vale para tudo o que cortamos de nosso caminho.

EU APRENDI ...
... que vai demorar muito para me transformar na pessoa que quero ser, e devo ter paciência;
... que posso ir além dos limites que eu próprio me coloquei;
... que eu preciso escolher entre controlar meu pensamento ou ser controlado por ele.

EU APRENDI ...
...que os heróis são pessoas que fazem o que acham que devem fazer naquele momento, independentemente do medo que sentem;
... que perdoar exige muita prática;
... que há muita gente que gosta de mim, mas que não consegue expressar isso.

EU APRENDI ...
... que, nos momentos mais difíceis, a ajuda veio justamente daquela pessoa que eu achava que iria tentar piorar minha vida; que eu posso ficar furioso, tenho o direito de me irritar, mas não tenho o direito de ser cruel;
... que jamais posso dizer a uma criança que seus sonhos são
impossíveis.
Será uma tragédia para o mundo se eu conseguir convencê-la disso.

EU APRENDI ...
... que meu melhor amigo vai me machucar de vez em quando, e eu tenho que me acostumar com isso;
...que não é o bastante ser perdoado pelos outros; eu preciso me perdoar primeiro;
... que, não importa o quanto meu coração esteja sofrendo, o mundo não vai parar por causa disso.

EU APRENDI ...
... que as circunstâncias de minha infância são responsáveis pelo que eu sou, mas não pelas escolhas que eu fiz quando adulto;
... que, numa briga, eu preciso escolher de que lado estou, mesmo quando não quero me envolver;
... que, quando duas pessoas discutem, não significa que elas se odeiem.
E quando duas pessoas não discutem, não significa que elas se amem.

EU APRENDI ...
... que, por mais que eu queira proteger meus filhos, eles vão se machucar e eu também serei machucado, isso faz parte da vida;
... que minha existência pode mudar para sempre em poucas horas, por causa de gente que nunca vi antes;
... que diplomas na parede não me fazem mais respeitável ou mais sábio.

EU APRENDI ...
... que a palavra "amor" perde o seu sentido, quando usada sem critério;
... que certas pessoas vão embora de qualquer maneira;
... que é difícil traçar uma linha entre ser gentil, não ferir as pessoas, e saber lutar pelas coisas que eu acredito.

Se aprendessemos algumas coisas, tudo seria mais fácil...certas coisas realmente eu já aprendi...outras...ainda não, mas...estou tentando...o que vale é a intenção...


(Charles Chaplin)